Diabetes - Dra. Jeanne Debortoli

Diabetes

Falar de saúde é minha paixão e acredito que deveríamos falar e pensar no assunto diariamente. Mas hoje falarei um pouco sobre uma doença que vem aumentando a níveis assustadores – DIABETES.

Grosseiramente podemos dividir os pacientes diabéticos em dois grupos: tipos 1 e 2:

• Diabetes tipo 1: mais comum em crianças, há uma destruição das células do pâncreas (órgão que produz insulina) por alteração na imunidade – as próprias células de defesa do organismo “atacam” o pâncreas. Nesses casos o tratamento já é iniciado com várias aplicações de insulina.

• Diabetes tipo 2: mais comum em adultos, porém em função dos excessos alimentares e obesidade infantil, encontramos crianças portadoras. A alteração inicial nestes casos surge anos antes da doença instalar-se: a resistência insulínica – por anos o paciente vai produzindo altos níveis de insulina e em algum momento não consegue mais manter os níveis de açúcar no sangue normais. Portanto, muito antes do desenvolvimento do diabetes tipo 2, podemos prevenir com mudanças nos hábitos alimentares, melhorando a produção de insulina. Além da dieta, o tratamento nesses casos utiliza vários medicamentos que agem em diversas vias de controle de glicemia.

Independente da forma de tratamento ou tipo de diabetes, o mais importante é o controle alimentar e precisamos incentivar mudanças nos hábitos de vida desses pacientes para evitar as complicações que acontecem naqueles que não fazem um bom controle dos níveis de glicemia a longo prazo.

Compartilhe!

Quer receber dicas exclusivas? cadastre seu email