Quebrando o mito da Lei do menor esforço - Dra. Jeanne Debortoli

Quebrando o mito da Lei do menor esforço

Todos os dias recebo em meu consultório clientes interessados em manutenção da saúde, prevenção de doenças e melhora na qualidade de vida com a falsa ideia de que para isso exista uma “fórmula mágica” ou um “remedinho” que resolva todos os problemas.

Geralmente seguimos a lei do menor esforço. Queremos perder peso sem fazer dieta, prevenir doenças apenas tomando cápsulas, tomar remédios para prevenir complicações de hábitos de vida pouco saudáveis. Nessa mesma linha foi o nosso aprendizado na faculdade de Medicina, conhecemos todas as doenças e quais remédios prescrever! Infelizmente não aprendemos sobre medicina preventiva que deveria ser a base desta arte que visa saúde. Em algum momento da história o médico se tornou um prescritor de drogas, aquele que trata doenças.

Esquecemos que as nossas práticas diárias são fundamentais para nosso envelhecimento saudável. Sim, envelhecemos um pouquinho todos os dias e por isso é fundamental um planejamento. Alimentação saudável utilizando comida de verdade (parar de “abrir pacotinhos”), atividade física, manutenção do stress, sono reparador, suplementar se necessário e manter níveis hormonais saudáveis.

Não há dúvidas de que quando baixos níveis hormonais são suplementados, nos sentimos “ressuscitados” com um novo brilho nos olhos e todos deveriam ter a oportunidade de uma boa avaliação e tratamento, mas não podemos esquecer que grande parte dos resultados estão na dependência dos nossos cuidados. Por isso, a prática da medicina integralista deve ser vista como uma parceria entre o médico e o paciente.

Compartilhe!

Quer receber dicas exclusivas? cadastre seu email